Instalação de câmeras de segurança, você faz corretamente?

Instalação de câmeras de segurança, você faz corretamente?

Não basta ter aquele circuito interno de dar inveja a qualquer um, se a instalação de câmeras de segurança não foi feita da devida forma. Saber como realizar a instalação de determinado equipamento, sendo leigo ou até mesmo gestor de equipes externas, é o ideal para que o objetivo seja cumprido: proporcionar segurança.

Então, como saber se realmente se o sistema instalado terá a real função e não trará problemas futuros?

Para o gestor que lidera a equipe ter o conhecimento sobre a qualidade do serviço prestado na rua e garantir a satisfação do cliente existem algumas dicas. E não esqueça de manter os técnicos em constante treinamento.

Neste texto, especificamente, a Field vai abordar a instalação de câmeras de segurança.

Infelizmente, com a onda de violência que só cresce no Brasil, é um tipo de serviço tem uma demanda crescente. Já, já vamos te comprovar essa afirmação com números.

Esse tipo de câmera não faz só o papel de identificação e até inibição de possíveis crimes como roubos, furtos, sequestros e depredação de patrimônio público.

Auxilia também às autoridades na investigação de crimes que acontecem ao alcance das câmeras.

Outro motivo que faz com que o mercado cresça é a instalação de câmeras nas áreas internas de empresas. O foco é fazer um maior controle da gestão de pessoas e dos processos que acontecem ali.

Inclusive, sua própria equipe pode entrar proporcionar a segurança durante as visitas: Trabalho de equipe externa: ofereça segurança ao cliente.

 

 

Mercado de segurança eletrônica

Antes de partir para as dicas de instalação de câmeras de segurança, é essencial entender qual é esse mercado.

E olha, ele não é pequeno não.

Vamos aos números:

  • Apenas em 2019, o faturamento do mercado foi de R$ 7,17 bilhões;
  • E para 2020, a Associação Brasileira de Segurança Eletrônica (Abese) tem uma previsão de 12% de crescimento;
  • Gera 220 mil empregos diretos.

São bons números, hein. E para gerenciar e instalar tudo isso, nada como oferecer um serviço com qualidade acima da média.

Para se tornar referência aí na sua localidade, nada melhor que ter técnicos que atuam corretamente na instalação e colocam aquele sorriso no rosto do cliente ao fim da visita.

 

Dicas para a instalação de câmeras de segurança

O primeiro passo é orientar o cliente a aderir equipamentos que sejam compatíveis não só com a necessidade, mas também que atenda a estrutura física do local a ser monitorado.

Existem centenas de opções no mercado. E mais que o preço pago, é preciso focar na eficiência.

Aqui, já fica um novo formato de venda que você pode implementar na sua prestadora de serviço: consultoria de equipamentos, indo além da instalação de câmeras de segurança.

Se precisar de um toque, aqui você encontra vários: Receita de uma empresa: vendas nas visitas de campo.

Bom, agora que você já tem a primeira dica. Vamos focar na instalação em si.

 

Altura

A Field nunca viu uma câmera de segurança em baixas alturas. E esperamos que você não.

Existe um bom motivo para elas estarem sempre em alturas consideráveis.

E claro que tem boa justificativa, todas as pessoas que estarão no ambiente ficam dentro do enquadramento dela, a ponto de serem identificadas.

Uma boa base recomendada é de três metros de altura, a partir do chão.

Com isso, ninguém corre o risco de bater a cabeça e se machucar (nem mesmo os jogadores da NBA).

E também inibe e dificulta os riscos da lente ser coberta com as mãos ou outro item que impeça a filmagem.

 

Posição

Não basta instalar a câmera em uma posição que o cliente acha conveniente e pronto. Ela precisa ser estratégica.

E não é só o local, mas também o ângulo que será colocada.

Sem contar que há diferenças para a posição quando se trata de locais internos e externos.

Nos externos, tome cuidado com a exposição excessiva ao sol e a chuva. Alguns modelos pode ser danificados quando não fabricados propriamente para áreas externas.

Por isso, é sempre bom dar uma lida nas indicações do fabricante e não arriscar no pagar para ver.

 

Como definir a melhor posição

O foco é ter imagens de locais e pontos estratégicos que precisam de monitoramento.

A resposta da posição ideal é: o que deve ser protegido? Isso pode incluir: pessoas, bens materiais, monitorar multidões como casas de shows e eventos, bens patrimoniais e outros.

Isso varia de acordo com a necessidade de cada local e o princípio de se ter um monitoramento que seja 24 horas por dia ou apenas em horários de maior movimento. E para isso, não existe nenhuma regra de ouro.

 

 

Fique atento aos pontos de luz

Não adianta a altura e a posição estarem certas se a câmera está em um local escuro.

Do que adianta filmar locais onde não se pode ver nada?

Melhor nem instalar a câmera ali.

Caso aquele ponto seja realmente o ideal quando se trata de ângulo e altura, porém existe a ausência de luz, verifique a possibilidade de iluminação antes de instalar a câmera.

Promover a facilidade também faz parte de uma boa gestão.

Uma outra observação é para os locais que são protegidos 24 horas por dia.

Se durante o dia há luz e movimento no local, durante a noite pode não tem iluminação suficiente para detectar movimentos. Isso também precisa ser pensado.

 

 

Facilite a instalação com bons documentos e processos

Os três toques acima foram feitos da melhor forma possível.

Mas o relatório fotográfico, o check-list e a ordem de serviço foram preenchidos de forma correta?

E mais que isso… todos os técnicos recebem o mesmo documento padrão?

Não adianta ter a instalação de câmeras de segurança perfeita, se o processo de gestão não acompanhar esse patamar.

Uma boa gestão começa de dentro para fora da prestadora.

Mas, olha, não estamos aqui para te julgar ou falar mal da sua gestão.

O nosso propósito é sempre te levar ao topo do mundo da prestação de serviços.

E você pode começar ajustando todos esses processos.

Primeiro, pela ordem de serviço.  O que acha?

Se precisar de um modelo novinho em folha, próprio para o setor, é só baixar aqui (sem custo nenhum): modelo de ordem de serviço.

E você também pode começar a pensar em automatizar esses processos. A ordem de serviço pode ser digital, por exemplo.

Já chegou a refletir a respeito?

Se quiser saber mais antes de qualquer tomada de decisão, acesse o conteúdo: Elimine o gasto com papel utilizando ordem de serviço digital.

Mas a tecnologia para o segmento de segurança eletrônica não para por aí.

Vem conferir o texto: Aplicativo para instalação e manutenção de segurança eletrônica.

 

Equipe Field Control

O Field Control é uma poderosa ferramenta de gestão para empresas prestadoras de serviços. Para o gestor, organização e controle da empresa. Para os técnicos, praticidade e mais rendimento nas atividades do dia a dia.

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a utilizar esse site, entenderemos que você concorda com isso. Visite nossas Política de Privacidade